Regência do verbo avisar

Regência do verbo avisar

⇒ A  original regência do verbo avisar é:

Avisamos alguém de algo ou sobre algo.

Nessa construção, o objeto direto se refere a pessoas; o indireto, a coisas. Mas o inverso já tem boa tradição na língua. Nós também podemos:

Avisar a alguém alguma coisa.

As preposições se diferem conforme o tipo de objeto indireto. Veja:

⇒ Se o objeto indireto referir-se a coisas, avisar estará acompanhado da preposição de ou sobre:

A rádio avisou a população do (sobre) o corte do fornecimento de energia.

⇒ Se o objeto indireto referir-se a pessoas, avisar estará acompanhado da preposição a – podendo formar as seguintes contrações à, às, ao e aos:

A rádio avisou à população o corte do fornecimento de energia.
[Há acento grave de crase, pois ocorreu a fusão de duas vogais idênticas: a (prep.) + a (art.) = à].

⇒ Quando o objeto indireto for encabeçado pela conjunção que, a preposição deverá surgir antes dela. Deste modo:

O diretor avisou os professores de que haveria greve.

+ dicas