Quando usar senão e se não?

Quando usar senão e se não?Escreve-se “senão” quando a palavra assume as seguintes funções:

(1) de conjunção alternativa, podendo ser substituída por “caso contrário”. Exemplo:

Devemos trabalhar, senão o contrato será cancelado.

(2) de conjunção adversativa, sendo possível trocá-lo por “mas”:

Vencemos a partida de futebol não por  sorte, senão por competência.

(3) de preposição, tendo o mesmo significado de “com exceção de” ou “exceto”:?

A quem, senão a ele, devo fazer referência durante a palestra?

(4) e de substantivo masculino, significando “falha” ou “defeito”:

Minha namorada é quase perfeita. Ela só tem um senão: gosta de baladas.

O “se não” só deverá ser usado quando o “se” for conjunção condicional (substituível por “caso não”) ou uma conjunção integrante (introduz uma oração subordinada substantiva), que pode ser trocada, juntamente com a oração que ela introduz, por “isso”, “isto” ou “aquilo”:

Se não vierem pagar o que devem, irei atrás deles.
[Caso não paguem o  que devem, irei atrás deles.]

Perguntei se não iriam chegar atrasados.
[Pergunte isso -> toda a oração pode ser substituída por “isso”.]

Material parcialmente extraído  da Revista Nova Escola, Editora Abril.

Aulas de redação

Aprimore sua escrita com aulas virtuais de redação. Elas são dinâmicas e práticas. Até os mais atarefados conseguem participar. Para saber mais, clique aqui ou envie e-mail para ingrididicas@gmail.com.

Por este e-mail, você também contrata serviços de elaboração, revisão, formatação e correção de textos.

Obrigada pela visita e até a próxima!

 

+ dicas